Domingo, 1 de Novembro de 2009

Perfeito Coração

Perfeito-coracao.png image by espalhafactosLisboa vive uma jornada de grande agitação social, com trabalhadores e estudantes a protestarem numa manifestação. Leonor Bettencourt, filha de um importante banqueiro, é das mais determinadas nos protestos. O pai, Tomás, observa Leonor e exige a Afonso Roriz que vá resgatar a namorada à confusão que aumenta com a chegada da polícia. Afonso cumpre a sugestão, mas reconhece que nos últimos tempos a sua relação com Leonor tem esfriado. Leonor recusa deixar a manifestação e afasta Afonso com determinação, apesar da insistência do namorado.

A polícia carrega sobre os manifestantes e Leonor é uma das vítimas dos bastões. Quando está na eminência de ser presa, é salva por Pedro Cardoso, outro jovem igualmente activo nos protestos. A troca de olhares entre os dois é tão forte que Leonor, num impulso sem explicação, parte para um beijo que vai arrebatar o coração de Pedro. Este lamenta não a ter conhecido mais cedo pois está de partida para Berna onde vai concluir o curso de arquitectura. No entanto, a separação acaba por ser breve, pois Leonor decide segui-lo e concluir na Suíça o curso de biologia marinha. Tomás pensa que a filha vai apenas movida pelos estudos, mas Afonso percebe que a perdeu de vez.

Leonor consegue localizar Pedro e partilha com ele um ano de amor. Concluídos os cursos decidem regressar a Portugal, para desgosto dos amigos Barbara e Alex.
Tomás nomeia Afonso como novo director de investimentos do banco e diz-lhe que ainda pode vir a reatar o namoro com Leonor.

Os pais de Pedro, Artur e Conceição, contam as horas para o regresso do filho. No minimercado, Artur diz a Conceição que está com um negócio lucrativo debaixo de olho. A mulher ralha com ele, antecipando mais um fracasso, reclamando dele mais empenho na mercearia.

Horácio acompanha a neta aos ensaios das danças de salão. Carla tem como par Joel. Vasco fica com ciúmes porque não consegue declarar abertamente o que sente por ela.
Artur é mais uma vez enganado, agora na compra de computadores e pede ao filho Vasco para não dizer nada, escondendo o prejuízo que sofreu a Conceição.

Tomás Bettencourt aproveita-se do poder que tem por ser dono do banco e abusa sexualmente de Madalena, a sua secretária. Esta não reage com receio de perder o emprego e a única forma de sustentar a filha, Alice. Depois de ter sido uma vez mais humilhada, Madalena assiste em lágrimas a um recital da filha, estudante de música.

Leonor fica grávida e Pedro pede-a em casamento. Comemoram o acontecimento num hotel idílico que Leonor reservou de surpresa.
No regresso a Portugal, Leonor e Pedro trocam pulseiras que selam o compromisso entre os dois. Leonor é recebida na sua mansão por Humberto, o mordomo e por Fernando, o jardineiro. Tomás está na quinta da família, em Aveiro.

No reencontro com pai, Leonor não consegue contar que está grávida nem tão pouco sobre Pedro. Apenas Teresa Galvão, amiga de longa data, fica a par de tudo.
Pedro, por seu lado, reencontra, para além dos pais, os irmãos Vasco, Jorge e Sofia. Conceição conta a Pedro que está preocupada com a saúde de Jorge, o filho mais novo que sofre de graves problemas cardíacos. Pedro vai depois encontrar-se com o melhor amigo e convida Paulo Dias para seu padrinho de casamento.

Outra das amigas que revê é Madalena e estranhando o seu ar triste consegue que esta confesse que está a ser abusada sexualmente pelo patrão. Pedro não se contem e vai ao banco pedir satisfações a Tomás ameaçando denunciá-lo à polícia. Este irado acaba por despedir o segurança que permitiu a invasão do gabinete.

Conceição descobre que Artur, com a mania dos negócios, levou a família à ruína e quando vai ao banco com o marido percebe que vai ficar sem casa, pois Artur esteve seis meses sem pagar as mensalidades.

Afonso, entretanto, confronta-se com a indolência dos pais. Guilherme Roriz, aristocrata falhado e esbanjador, bebe gin e desvaloriza a promoção do filho. Emília, a mãe, recupera de mais uma noitada, forçada agora a trabalhar devido à má gestão do marido.

Pedro vai conhecer o futuro sogro, longe de imaginar tratar-se de Tomás Bettencourt. Nenhum dos dois se denuncia na presença de Leonor, mas Tomás esforça-se por humilhar Pedro durante todo o jantar. Quando ficam por momentos a sós, Tomás deixa claro que não permitirá o namoro da filha com Pedro.

Este ainda reage mas fica tão irritado que acaba por deixar a mansão. Leonor estranha a saída intempestiva do namorado e culpa o pai por isso.

Pedro acaba por regressar e introduz-se no quarto de Leonor. No entanto, as câmaras de vigilância acabam por traí-los. Tomás é avisado e surpreende-os, expulsando Pedro com violência. Leonor quer seguir o namorado mas o pai ameaça expulsá-la também. Ela vira as costas e diz sentir pena que Tomás não conheça o neto, surpreendendo-o com esta revelação.

Leonor espera à porta de Pedro pelo seu regresso. Quando ele atravessa a rua para ir ao seu encontro é violentamente atropelado. Antecipando a gravidade do acidente, Leonor mistura na noite chuvosa um grito de dor. 

Já no hospital desespera e não segura o seu desgosto quando um médico dá a entender que Pedro morreu. Leonor culpa Tomás, gritando que o odeia.

Pedro afinal não está morto, mas sim num coma profundo. A simulação da morte foi obra de Tomás, que propõe a Artur e Conceição que mantenham o segredo, para que Leonor se afaste de Pedro. Em troca, Tomás resolve os problemas financeiros de Artur e Conceição e ainda paga a operação ao coração de que Jorge necessita. Conceição está indignada com tudo o que ouve mas, convencida por Artur, acaba por ceder à chantagem.

Artur comunica a Tomás que aceita a proposta que o banqueiro fez para esconder que Pedro ainda vive. Conceição esconde o rosto choroso sem conseguir encarar quer Tomás, quer Artur. Acusa mesmo o marido de ter vendido o filho quando Pedro é transportado para uma clínica privada, paga em segredo por Tomás.

Na mansão dos Bettencourt, Tomás pede a Teresa, quase ordenando, que convença Leonor a passar uns tempos em Aveiro, para recuperar da suposta morte do namorado. Teresa concorda e aceita acompanhar a amiga.

Francisco Lobo, braço direito e sucessor de Tomás no banco, informa-o que Pedro já deu entrada na clínica mas manifesta preocupação pelo risco que Tomás está a correr. Este garante que o plano que traçou jamais será descoberto.

Conceição não se conforma com os erros de Artur e não para de o responsabilizar por tudo o que aconteceu com Pedro. Familiares e amigos não escondem a consternação no dia do funeral. Conceição recusa participar na farsa e diz a Artur que não vai a um enterro com um caixão vazio. Artur explica com muita dificuldade a ausência da mulher.

Barbara, regressa da Suíça para apoiar Leonor e seguem com Teresa para o cemitério.
Enquanto decorre o funeral encenado, Conceição permanece à cabeceira de Pedro que continua em coma.

No final das cerimónias fúnebres, Artur evita falar com Leonor, para estranheza desta e das amigas Teresa e Barbara.

Tomás, insensível à dor da filha, aconselha Afonso a reaproximar-se dela. Afonso agradece o conselho e sorri perante a perspectiva de poder vir a tornar-se genro do dono do banco.

Tomás, agora a sós, chama Madalena ao gabinete e tenta novamente abusar dela. Desta vez a secretária resiste e despede-se do emprego. Á saída é provocada por uma colega, mas responde à altura. Rita, que percebe a angústia de Madalena, dá-lhe apoio.

Quando regressam do cemitério, Sofia, Vasco e até Jorge estranham a ausência de Conceição e começam a questionar Artur. Este fica aliviado quando a mulher chega a casa vinda da clínica. Conceição não ajuda o marido a dar explicações e continua a tratá-lo com amargura dizendo que ele é especialista em mentir.

Conceição abraça Sofia que chora a morte de Pedro no quarto deste. Conceição deixa que Sofia leve para o seu quarto uma recordação do irmão, garantindo ironicamente que ele estará sempre com a família.

Leonor chega com Teresa à quinta e são recebidas pelos caseiros, Joaquim e Ricardina. Ao entrar em casa olha para uma porta fechada e recorda com mágoa a mãe falecida. Benedita suicidou-se de forma misteriosa.

Tomás contrata uma prostituta que tem grandes semelhanças com Benedita, a sua ex-mulher, pedindo à mulher que assuma essa identidade enquanto estiverem juntos.
Madalena chora no ombro de Conceição e confessa que perdeu o emprego, escondendo no entanto, que foi repetidamente abusada por Tomás.

Rita conversa ao jantar com Tiago e reclama mais tempo de convívio com o marido, demasiado ocupado com a profissão de fisioterapeuta.

Guilherme é impedido de entrar num clube privado onde deixou uma divida pesada. Para não perder a noite vai a casa da amante, Rosa Barbosa, dona de um cabeleireiro. Os dois têm uma filha, Maria da Luz, que quando percebe que é o pai quem bate à porta, não abre dizendo que chegou a ratazana. Guilherme e Rosa não valorizam o amuo da filha e seguem para o quarto.

Carla vai ter com Vasco à oficina onde este trabalha, oferecendo apoio depois do funeral de Pedro. Carla surpreende ao dar um tímido beijo na cara de Vasco.

Artur recebe uma carta dos Estados Unidos que confirma a operação de Jorge e corre para junto de Conceição para dar a notícia. Esta mostra-se feliz pelo filho e explica-lhe que brevemente poderá ter uma vida normal. Já com Artur a amargura mantém-se, não perdoando ter descuidado as finanças da família.

Leonor recusa a companhia de Afonso, argumentando que ainda não está preparada para ver ninguém. Teresa anima a amiga desafiando-a para um lanche apetecível.

Conceição conta a Pedro que Jorge vai ser operado, apesar de não ter a certeza que o filho a possa ouvir. Promete que sempre estará a seu lado, ao mesmo tempo que se recrimina por ter ajudado a forjar a sua morte.

publicado por sic às 21:27
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Lua Vermelha

. Perfeito Coração

. Podia Acabar o Mundo

. Rebelde Way

. Resistirei

. Chiquititas

. Floribella 2

. Vingança

. Jura

. Floribella

.arquivos

. Julho 2010

. Novembro 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds